História do Anel Atlante

A história do anel atlante começa no ano de 1860 foi descoberto pelo egiptólogo Marques de Angrain

Tumba de Tutankamon

Historia do Anel Atlante

História do Anel Atlante - Howard Carter 

A história do Anel Atlante começou no Egito há mais de dez mil anos, quando os atlantis deixaram sua imensa sabedoria para a casta sacerdotal egípcia chamada “Olho de horus”. O anel foi descoberto pelo Marques de Angrain em 1860, egiptólogo que fazia escavações no vale dos reis, dentro do túmulo do sacerdote JUÁ, que foi um dos sacerdotes na época do faraó Amenhotep III, pai do faraó Akhenaton.

Casado com Nefertiti, Akhenaton teve seis filhas, sendo também pai de Tutankhamon, que seria seu filho com a segunda esposa de nome Kiya.

De acordo com a história do Anel Atlante, o mesmo foi encontrado por Howard Carter, descobridor da tumba do rei Tut em 1922. O Rei Tut tinha um anel atlante original no dedo. Howard Carter se encantou o anel e passou a usá-lo. Os cinco arqueólogos que estavam junto com Howard Carter naquele dia, somente ele sobreviveu. Diz a lenda que os outros foram infectados por vírus desconhecidos por não terem a proteção imonologica adequada. Os quatro morreram no período de um mês de forma estranha.

Mais tarde HOWARD CARTER descobriu o tumulo de TUTANKAMON o mais famoso do vale dos reis. Na entrada do tumulo, havia a inscrição: "A morte tocará com suas asas aquele que perturbar o sono do faraó". Frase que ficou conhecida como a maldição do faraó.

Depois de Howard Carter, penetrar na tumba com mais de 30 convidados, ele foi o único a escapar com vida da maldição inscrita na entrada do túmulo, todos os outros cientistas e convidados que penetraram no túmulo, morreram de doenças estranhas, então percebeu-se que a única coisa que diferenciava CARTER das outras pessoas, era que ele tinha o famoso Anel Atlante, o que permitiu permanecer com vida, vindo a falecer de morte natural muitos anos depois. Desde então, inúmeros pesquisadores se interessaram pelo anel. A principal conclusão: A eficácia do anel se deve as ondas chamadas de "LOUKSOR" que ele emite, cujos agentes invisíveis catalisam energias cósmicas. O nome louksor, foi dado pela equipe de estudos em radiestesia de André de Belizal.

O Marquês d'Agrain era avô da esposa de André de Belizal. Belizal foi um dos mais renomados e brilhantes radiestesista da Escola Francesa, genial criador da maioria dos conceitos hoje usados em radiestesia e "ondas de forma". Belizal herdou o Anel Atlante original e dedicou muito tempo de sua vida estudando o anel e suas propriedades energéticas. O anel esteve em poder de Belizal até sua morte e passado aos seus descendentes. A família Belizal jamais divulgou detalhes do anel atlante original, o que se tornou conhecida foi a forma Louksor, que surge na literatura pela primeira vez na obra "Física Microvibratória e Forças Invisíveis", de autoria de Belizal e P.A. Morel.

Belizal modificou o Anel Atlante, criando a forma Louksor plana, com formas mais quadradas. Belizal converteu a forma plana em um anel louksor e observou que a forma arredondada não saturava. Howard Carter utilizava o anel atlante original, quando foi protegido da maldição de Tutankâmon.

O documentario mais completo sobre a sociedade atlante e uma completa referencia sobre o anel atlante, esta no video abaixo.

De acordo com a história do Anel Atlante, a referencia sobre o anel tem inicio a 2 minutos a partir do inicio do vídeo, com todas as informações para um bom entendimento do mesmo.